Coçando o ouvido com uma tampa de caneta

Lauren Cooper

Aprender a pintar com rolo sem sujar o chão e aproveitar bem a tinta aplicada a parede é de um prazer imenso. Que dor de cabeça manchar tudo ao redor e cansar desnecessariamente fazendo errado!

Quando o conhecimento chega pela experiência própria e em solitude, acompanhado talvez de um breve tutorial pelo Youtube, parece que a vida ganha um ressignificado. Nos sentimos mais vivos. Talvez seja como sair de uma caverna escura e abafada de ignorância para ver o sol e o ar limpo que cobre o mar do lado de fora(a Verdade nos tira do breu, liberta mesmo).

Entretanto, no início é só fadiga. O tempo passa devagar. Não vemos a hora de encerrar a lambança. Mas de repente, no meio do processo desengonçado, uma nova tentativa de execução dá certo. Tudo muda. A empolgação pelo início de um aprendizado tem um gosto incrível.

Quantas cenas e coisas pequenas numa segunda-feira podem ser gratificantes! Filipenses 4:8 nos ajuda a coletar tudo aquilo que é bom, não importa a escala de grandeza dada pelos homens, se é verdadeiro, justo, puro, automaticamente revigora, dá saúde pra emoção e se torna digno de ser compartilhado, assim como o prazer de aprender a relaxar coçando o ouvido com uma tampa de caneta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s